Noticias de URIALC

4º ENCONTRO DO MCC URI BRASIL

1º ENCONTRO INTERNACIONAL “O PLANETA É SAGRADO E QUER PAZ”

Mudanças Climáticas e Espiritualidade

Salvador, Bahia, Brasil | 27 a 30 de outubro de 2017 

 

1 – INTRODUÇÃO 
 

O 4º Encontro do Múltiplo Círculo de Cooperação URI Brasil foi realizado em conjunto com o 1º Encontro Internacional “O Planeta é Sagrado e quer Paz”, organizado pela Casa das Religiões Unidas, uma organização inter-religiosa que reúne tradições religiosas, espirituais e indígenas, bem como outros movimentos inter-religiosos, encabeçada por três CCs brasileiros da URI: CC UNISOES - União das Sociedades Espiritualistas, Filosóficas, Científicas e Religiosas, CC São Paulo e CC Fé Menina. Foi a segunda vez que o MCC URI Brasil realizou o que chamamos de evento de financiamento sustentável, onde o Escritório Regional da URI contribui com um determinado montante e os CCs também se mobilizam para contribuir com o financiamento. Os 3 CCs mencionados, liderados por Ana Santos, Elias Andrade, Marly Pedra e Célia Regina, organizaram atividades para o levantamento de fundos para tornar o evento possível, contando também com o apoio organizacional e financeiro da Conselheira Global da URI Salette Aquino. Os representantes dos outros CCs brasileiros contribuíram com o custo de algumas de suas despesas. Representantes de várias tradições e organizações estiveram presentes. Entre os convidados internacionais estavam Enoé Texier - coordenadora da URI para a América Latina e o Caribe; Oscar Gámez - colaborador voluntário no CC para o Diálogo, Venezuela; e Monica Willard - representante da URI na Organização das Nações Unidas, em Nova York, EUA. Deivid Gomes, Assistente da Coordenação Regional, auxiliou Monica com traduções simultâneas ao longo do evento. 

Você pode baixar o relatório completo aqui

 


No próximo sábado 16 de dezembro de 2017, nosso Diretor de Apoio a CCs Maria Eugenia Crespo participará no evento Chanukah & Christmas: Um encontro com todas as luzes da cidade de Buenos Aires, Argentina.

 

 

 


 

     

Queridos Círculos de Cooperação Multiregion,

Na sequência de uma reunião de liderança regional histórica e em frente a 2018, quero pausar para compartilhar com vocês alguns desenvolvimentos interessantes para a nossa região de URI.

De 13 a 17 de novembro, indivíduos de sete países diferentes se juntaram em Kashi Ashram em Sebastian Florida para a primeira reunião de liderança de Multiregion em cinco anos. O objetivo desse retiro foi organizar nossa liderança e colaborativamente estratégias sobre metas e objetivos para o Multiregion em 2018. Por cima do manto em nosso espaço para reuniões, pendurei uma grande bandeira que dizia: "É TUDO SOBRE OS CCs". Em todas as nossas conversas e atividades, todos os dias, levamos à tona: os 57 Círculos de Cooperação no Multiregion, e continuamente nos perguntamos o que serviria para o seu melhor interesse.

Desta reunião surgiu algo extraordinário: uma equipe de liderança ampliada e fortalecida que escolheu chamar-se The Baraza. Baraza é um termo Swahili que significa conselho ou assembléia. Estes cinco jovens líderes vêm da Malásia, Quênia, Argentina, Índia e EUA. Cada um deles representa um ou mais CCs e traz para a equipe talentos notáveis, habilidades e paixões. Os cinco membros do Baraza servirão como pontos estratégicos de âncora em toda a nossa região global e trabalharão ao lado do Coordenador Regional para energizar, crescer, conectar e apoiar a rede Multiregion CC.

Juntamente com os três conselheiros do Conselho Global e o RC, este grupo de nove agora atua como o Conselho de Liderança Multiregion.


 

 

Durante nossos três dias completos juntos, olhamos para o que é, o que PODERIA SER, e como podemos chegar lá. Nós levamos nosso tempo a conhecer-nos, criar confiança e companheirismo, e aprender as forças e habilidades de cada um. Nós contamos nossas histórias, reconhecemos os antepassados ​​cujas lutas nos trouxeram até aqui neste espaço, e reconhecemos que a terra em que nos encontramos não é nossa.

Nós moramos juntos com os PPPs (e tentamos atuá-los através de Charades!) E nos familiarizamos com as estruturas da rede URI.

Juntos, caminhamos por todos os 57 CCs no Multiregion, projetando o perfil de cada grupo na parede e compartilhando informações sobre sua história e trabalho atual. Neste exercício, em particular, crescemos nosso apreço pelo vasto e variado trabalho de construção de paz inter-religioso que acontece em todo o mundo por CCs no Multiregion.

Finalmente, passamos algum tempo olhando para 2018. Juntos, discernimos como avançar com projetos-piloto de pequenas redes facilitadas de CCs em torno de temas específicos ou habilidades desejadas. Nós planejamos a nossa presença e comunicação nas redes sociais no Multiregion. E discutimos o tipo de presença que podemos ter no Parlamento das Religiões do Mundo em Toronto no próximo ano.

Sinto uma profunda gratidão aos três conselheiros do Conselho Global do Multiregion: Suchith Abeyewickreme, Elana Rozenmand e Audri Scott Williams, por sua orientação, sabedoria e percepção ao longo do retiro e no ano passado. Com a criação do Baraza, esses três que atuaram como funcionários de suporte de fato no Multiregion, agora podem transitar de volta aos deveres pretendidos de fornecer liderança e governança baseada em missão.

 Eu também estou grato pela presença de Karen Watson, líder da CC do LGBTQ CC em Multiregion, e Jaya Priya Reinhalter, equipe da URI, em nosso meio. É graças a Jaya, que cresceu no Kashi Ashram, que nosso grupo conseguiu fazer uso do extraordinário ChoZen Retreat ao lado de Kashi e se beneficiar da tremenda generosidade de seus funcionários e beleza e santidade incomparáveis ​​do espaço que nos rodeia.

O Multiregion está preparado para trabalhos criativos, colaborativos e experimentais em 2018, graças à capacidade expandida de nossa equipe de liderança. Nós o carregamos, os CCs do Multiregion, conosco até 2018 e esperamos o aumento da conectividade, colaboração e suporte. Fique atento para obter mais informações e solicite comentários sobre o plano de trabalho de 2018 nas próximas semanas.

 Em paz,

  • Frederica Helmiere, Coordenadora Regional (Seattle, EUA)

        Com

  • Suchith Abeyewickreme, Fiduciário do Conselho Global (Sri Lanka)
  • Sowmya Ayyar, Baraza (Índia)
  • Kate Kiama, Baraza (Quênia)
  • Vincent Leong, Baraza (Malásia)
  • Francisco Morales, Baraza (Argentina)
  • Mikuak Rai, Baraza (Washington D.C., EUA)
  • Elana Rozenman, fiduciária do Conselho Global (Israel)
  • Audri Scott Williams, Conselheiro do Conselho Global (Alabama, EUA)

 

 


Lamentantemente, nosso Conselheiro Global Salette Aquino relata a morte passada de Phyllis Reill, que recentemente produziu as 75 bolsas com o símbolo URI para os membros da rede e que foram entregues em Sarajevo.

 Ontem, 5 -12- 2017, Deus a chamou para estar ao seu lado. Eles passaram 90 anos dedicados à arte e a amar os outros. Obrigado Phyllis pelo seu exemplo!

Kuxkatan Report

 

 


"MOVIMENTO DE MULHERES INDÍGENAS DE ABYA YALA"

ROSARIO, SANTA FE.

ARGENTINA

Para uma Transformação Cultural dos Povos Ancestrales de América Latina para uma mudança de consciência e retorno à Terra.

2º CONGRESSO NACIONAL DE MULHERES INDÍGENAS

8, 9 e 10 de dezembro. ROSARIO 2017

PROGRAMA

LUGAR: Complexo Educacional Rosa Ziperovich. Escola Intercultural e Bilingue "Taigoye", rua: Av. Sabin (Travesía) N ° 1199 bis e J. B. Justo, Distrito Norte de Rosario. Santa Fé.

SEXTA-FEIRA 8. Chegada tardia das Irmãs indígenas.

SÁBADO 9. Somente para mulheres indígenas.

Das 7:00 da manhã às 8:00 da.m. Abertura com CERIMÓNIA ESPIRITUAL.

Das 8 da manhã às 8h30 da madrugada. Café da manhã

WORKSHOPS

 De 8.30 a 10.00. Workshop: "Mulher e espiritualidade feminina". Abertura do tema em 3 ': Luisa e Dorita.

  Das 10 às 12 horas. Workshop: "Direitos das Mulheres Indígenas". Abertura do tema em 3 ': Ofelia e Griselda.

De 12.00 a 13.30hs. Workshop: "The Mother Tongues". Abertura 3 ', Ofelia.

De 13.30 a 14.15hs. ALMOÇO

WORKSHOPS

De 14:30 para 16:00. Workshop: "EDUCAÇÃO". Abertura do tema em 3 ': Cecilia e Ofelia.

Das 4 da manhã às 18h. Workshop: "SAÚDE". Abertura do tema em 3 ': Analia e Griselda.

De 6:00 p.m. às 6:15 p.m. SNACK

De 18.15 a 20.00. Workshop: "PRODUÇÃO e TRABALHO". Abertura do tema em 3 ': Cristina e Ruperta.

Das 8:00 da manhã às 9:00 da.m. JANTAR

Das 9 da manhã às 10 da.m. MÚSICA E CANÇÕES AUTOMÁTICAS.

10:00 p.m. REST

DOMINGO 10. Aberto para mulheres não-indígenas.

Das 8h às 8h30 da manhã PEQUENO ALMOÇO.

 De 8:30 da manhã às 11:00 p.m. Workshop: "POLÍTICA, PARTICIPAÇÃO INDÍGENA DA FÊMEA". Abertura do tema em 3 ': Pablo e Luisa.

Das 11 da manhã às 11h30. ESCRITA DAS CONCLUSÕES.

De 11.30 a 11.45hs. ELEIÇÃO DA NOVA SEDE PARA O PRÓXIMO CONGRESSO NACIONAL DE MULHERES INDÍGENAS

Das 11h45 às 12h. CARTA DE CONCLUSÕES

12.00hs. ALMOÇO E DESPESA

Contato: e-mail: miabyayala@gmail.com, luisaper19@yahoo.com.ar, ofelia_morales07@hotmail.com, griscoria82@gmail.com,

Telef. Celular: (011) 1541 708039, Telef. Celular (0341) 380 5399, Telef. Móvel (0341) 267-5941

<> Colaboração: traga 1 alimento não perecível ou seu equivalente para comprar produtos frescos para almoço e / ou jantar.

<> Linha do ônibus: 106 verde; 106 vermelhos; 102 vermelhos (saia em J. B. Justo y Travesía); 146 (saia na Travesía e J. José Paso

 


RELATÓRIO SOBRE A REUNIÃO INTERNACIONAL DE CÍRCULOS DE COOPERAÇÃO

MEMBROS DO CONSELHO REGIONAL INDIGENO DE RELIGIÕES UNIDAS

INICIATIVA NA AMÉRICA LATINA E NO CARIBE

 

Tiawanaku, Estado Plurinacional da Bolívia, de 21 a 22 de setembro de 2017.

Em outubro de 2015, Juan Nelson Rojas participou do Parlamento das Religiões do Mundo, Utah, Estados Unidos, enquanto participava da Agenda das Primeiras Nações, reuniu-se com dois Conselheiros Globais da Iniciativa das Religiões Unidas (URI) que o convidaram para ser membro da rede global.

Ao retornar a El Salvador, seu país de origem, Juan informou as comunidades nativas a que ele pertence, o desenvolvimento e o resultado de tal reunião em Utah, bem como o convite que recebeu dos conselheiros globais da URI para formar um círculo de cooperação (CC) com visões do mundo indígena e depois junte-se ao Conselho Regional Indígena da URI na América Latina e no Caribe (AL & C).

Seguindo as diretrizes do URI, o Círculo de Cooperação Kuxkatan foi formado na rede da América Latina e Caribe em dezembro de 2015, incorporando três tradições ou visões de mundo que existem em El Salvador, Nahuat Pipil, Kakawira e Guilds Católicas.

Em junho de 2017, o Conselho Regional Indígena da URI-ALC lançou um convite para

os Círculos de Cooperação Indígena para realizar uma assembléia de membros no Sacred Site de Tiawanaku, Estado Plurinacional da Bolívia e juntos comemorariam o Dia Internacional da Paz em 21 de setembro, misturando-o com a Celebração Aymara Situwa (Cerimônia de Purificação).

CC Kuxkatan foi representado em um importante conselho espiritual por seu coordenador Juan Nelson Rojas, graças às generosas doações do CIR da Alemanha e do Northern Ice of Canada que abrangiam o transporte aéreo e as despesas básicas.

Portanto, o que se segue é uma narrativa e tradução do desenvolvimento e resultados de tal reunião a partir da experiência e perspectiva de João.

Delegações de sete países puderam participar do fórum, primeira nação, representantes da Argentina, Bolívia, Chile, Equador, El Salvador, Guatemala e Peru. O desenvolvimento deste encontro é o seguinte: a primeira atividade transcendental foi a celebração pública do Dia Internacional da Paz na praça principal da cidade de El Alto, onde o convidado especial foi o Conselho Regional Indígena, seguido das Autoridades Espirituais Aymara, Governo, representantes, líderes religiosos e civis da sociedade cercados pelo público.

Kuxkatan Report

Uma cerimônia ancestral de oração e oferta ao Grande Espírito abriu o evento, a recepção alegre das autoridades civis e espirituais locais deu lugar às palavras pacíficas de cada representante nativo que apreciou a celebração do Dia Internacional pela Paz, mas também Eles expuseram os desafios que o conceito de paz tem nas Primeiras Nações quando confrontado com a crença da paz do sistema do mundo ocidental imposto pelo estado colonial nos outros mundos. O encontro fraterno concluiu com um festival de dança, alimentação e intercâmbio cultural entre o público, toda a atividade recebeu cobertura dos meios de comunicação nacionais por rádio e televisão.

Ao meio dia, a reunião de trabalho começou em uma sala de conferências de um hotel nas imediações de Tiawanaku, abaixo estão alguns trechos do programa:

  • Dois dos assessores mundiais URI-ALC, o Rev. Anglicano David Limo do Peru e o porta-voz do Conselho Regional de Assuntos Indígenas Sofía Painiqueo do Chile, participaram do conclave, dada a importância que incorpora para o futuro da rede continental.

Os 14 CC's afiliados continentais estavam presentes, compartilhavam o caminho que eles tinham dentro da URI AL & C, expectativas, frustrações, afirmações, ganhos, dificuldades, etc. Cada intervenção descreveu em detalhes o trabalho ecumênico desenvolvido em sua circunscrição territorial, contribuindo para a disseminação de belos valores, princípios e diretrizes de URI.

  • Um momento brilhante chegou depois de conhecer um ao outro, a oportunidade de conhecer a visão de mundo de cada um dos participantes, os altos e baixos das práticas espirituais, o mal-entendido ea falsa concepção que as principais religiões têm em relação ao nosso sistema de crenças. e o modo de vida, e especialmente a esperança que brilha na humanidade natural e desconectada para se reconectar com o sagrado, olhando nosso antigo código de comportamento.
  • Portanto, um debate foi aberto apontando os erros organizacionais, equívocos de crenças e falta de compreensão da diversidade espiritual dentro da URI rede AL & C que levou a dispersar a energia espiritual forte de nossa união. Um presente tão sagrado exige de cada um de nós e especialmente dos nossos Círculos de Cooperação Indígena dedicar mais esforços ao compromisso urgente de paz no mundo em guerra.
  • Em suma, a rede nativa CC concordou em intensificar os compromissos para a aquisição de uma nova expressão organizacional, para se tornar um Círculo de Cooperação Múltipla - Conselho Regional Indígena da URI AL & C. Presume-se que, dessa forma, haverá uma melhor dinâmica de cooperação e relacionamento devido à autonomia implícita nele, esticando as relações espirituais na quarta direção.

Finalmente, declaramos que é uma preocupação comum entre os CCs indígenas da região de uma franca deterioração que a Pachamama sofre, o seu sofrimento é suportado como um pesado fardo para as suas criaturas, portanto, somos chamados de comunidade religiosa para agir urgentemente em conjunto com Ela pára o suicídio humano coletivo prescrito pelos imundos e ricos alienígenas que estão destruindo a vida como a conhecemos.

Kuxkatan Report

De acordo com o Encontro Internacional do Conselho Regional Indígena:

  1. O plano de ação acordado no encontro internacional estabeleceu que todos os CCs que lidam com as tradições espirituais e as visões mundiais indígenas no continente de Abya Yala serão localizados e coordenados pelo Círculo de Cooperação Múltipla do Conselho Regional Indígena (MCC-CIR) .
  2. A curto prazo, esperamos estabelecer regularmente sessões de comunicação audiovisual.
  3. Todos os membros comprometem-se a realizar 4 reuniões de assembléia, por ano, a nível local, nacional ou nacional. Essas reuniões espirituais visam celebrar a vida no equinócio e as datas dos solstícios para que todos envie e recebam uma conexão energética que sincronize suas respectivas cerimônias.
  4. Espera-se que uma reunião regional aconteça em algum lugar de Abya Yala, nos próximos dois anos a partir desta data.

Outras realizações importantes na reunião do Conselho Regional Indígena foram:

  1. O fortalecimento das relações espirituais entre CC Kuxkatan de El Salvador e CC APEM da Guatemala e Belize, estabelecendo uma primeira reunião nos dias 5 e 6 de dezembro de 2017 para comemorar o início do ciclo dos mortos 8 Batz, em San Luis, Petén, Guatemala, cumprindo o primeiro encontro regional do solstício de inverno sob o plano CRI.
  2. A nomeação de uma mulher guia espiritual do povo Kakawira como representante salvadorenho no Movimento das Mulheres Indígenas de Abya Yala.
  3. Um começo de relações espirituais entre a Associação de Amautas Yatiris Tupak Katari Faro Murillo da Bolívia e o Concílio de Ajtunal Tepatianis Chiknaui Tunal de El Salvador, nos comprometemos a:
    1. Buscar o reconhecimento legal de nossas associações espirituais e medicinais.
    2. Prometemos acompanhar a antiga profecia nativa "O encontro de El Cóndor, a Serpente de Jaguar e a Águia" e as últimas palavras do Chefe Tupak Katari no seu martírio "Eu retornarei e nós seremos milhões ..."
    3. Procura novos relacionamentos com povos aborígenes de todo o mundo para realizar uma reunião mundial em um antigo local cerimonial para o ano 2020, com o objetivo de implantar o Espírito da Água para o surgimento de Justiça e Verdade no mundo.

Finalmente, gostaria de agradecer o apoio incondicional dado e o incansável compromisso das pessoas envolvidas neste evento notável para construir uma maneira esperançosa de ajudar a humanidade a caminhar humildemente com a Pachamama.

Graças à Iniciativa de Religiões Unidas América Latina e Caribe para apoio financeiro.

Graças a David Limo e Sofia Painiqueo, a Global Advisors URI AL & C, pelo seu apoio consultivo.

Graças a Tupakusi Hugo Cordero e Mateo Choc, Comitê Executivo do Conselho Regional Indígena, pela organização e hospitalidade.

Preparado por Juan Nelson Rojas. Coordenador do Círculo de Cooperação Kuxkatan, El Salvador.

 


PARA UMA ESPIRITUALIDADE PARA O SÉCULO XXI



O Encontro de Reflexão: Para uma Espiritualidade para o Século XXI, que se realizará de 12 a 14 de janeiro de 2018, em Camp Nueva Vida, Quito, Equador.

ORGANIZADORES:

Fundação Nova Vida (FNV), Confraternidade Evangélica Equatoriana (CEE), Comunidade de Reflexão e Espiritualidade Ecológica (CREE), Serviço de Estudos de Realidade (SER), Rede de Transformação e Desenvolvimento Sustentável (RTDS) e a Rede Interreligiosa Latino-Americana de Educação para a paz (RILEP).



BASE:

A sociedade de consumo é uma geração de tecnologia e capitalismo. Os meios de comunicação de massa desempenham um papel importante nessa situação, já que eles costumam condicionar os consumidores a um estilo de vida em que eles trabalham para ganhar, eles ganham para comprar e eles são comprados para valer a pena. A globalização está produzindo um processo de unificação de mercados e homogeneização de produção, mundial de acordo com o modelo neoliberal. Cybernetics e informática guiam e energizam todo esse processo, afetando não só a esfera econômica, mas também a política, a sociedade, a religião e a cultura.

A publicidade é controlada por pessoas cujos interesses econômicos estão ligados ao aumento da produção e isso, por sua vez, depende de um consumo que só é possível em uma sociedade em que viver é possuir. A técnica é assim colocada ao serviço do capital para impor a ideologia do consumo. Está ao serviço da capital, não ao serviço de homens e mulheres. Observamos que a realidade de nossos países está sendo abalada por um modelo econômico desumano que gera múltiplas formas de violência em todos os níveis da sociedade. Um grande número de mulheres, crianças, jovens, pessoas de diversidade sexual, povos indígenas, afrodescendentes e nossa Mãe Terra sofrem diretamente e diariamente a investida de violência estrutural, cultural e direta e as consequências da migração, tráfico de drogas , a violação dos direitos individuais e coletivos, a desigualdade econômica e social, a discriminação, a destruição de identidades e culturas, situações de insegurança injustiça, impunidade e corrupção e exploração e desapropriação da Terra e territórios por projetos transnacionais.

Conseqüentemente, os homens e as mulheres se tornam seres unidimensionais - um parafuso de uma grande maquinaria que funciona de acordo com as leis da oferta e da demanda - é a principal causa da poluição ambiental e cria um enorme fosso entre aqueles que têm e aqueles que não têm um nível nacional e entre países ricos e países pobres a nível internacional. Esta lacuna continua a crescer. Apesar dos avanços tecnológicos e uma expansão industrial sem precedentes na história humana. Hoje, o mundo subdesenvolvido está mais longe do que nunca da solução para seus problemas.

A sociedade de consumo impôs um estilo de vida que torna a propriedade privada um direito absoluto e coloca dinheiro acima dos homens e das mulheres e da produção sobre a natureza. O perigo do mundanismo é o seguinte: uma acomodação às formas desse mundo maligno com todo o seu materialismo, sua obsessão pelo sucesso individual e pelo seu desprezível egoísmo.



CONVITE:

As instituições de convocação promovem ações através de projetos de ensino e sociais, para responder às demandas da nova realidade socioeconômica e pluricultural, promovendo o respeito pelos direitos humanos, o meio ambiente, a identidade cultural, a inclusão, o ecumênico e o fortalecimento da democracia.

Esperamos criar naqueles dias um espaço onde possamos encontrar um grupo de amigos e vínculos estreitos de companheirismo que nos ajudem a crescer humanamente. Um espaço de liberdade, onde podemos suscitar preocupações e ouvir e ser ouvidos, enquanto somos confrontados com nossas opções. Um ponto de encontro onde podemos treinar em diálogo com outras pessoas que nos ajudarão a crescer em uma espiritualidade holística, buscando juntos a plenitude de uma vida abundante. Para isso teremos momentos de conversa, reflexão e meditação sobre temas como: O que é espiritualidade? O que é o diálogo inter-religioso? A Cultura da paz; Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; A arte de viver e amar Usaremos a metodologia de Ver, Julgar e Atuar. O lugar do evento tem todas as condições para realizar esta reunião, pois tem 8 hectares de parque, campos, piscina, lago e cabines para descansar e apreciar a natureza, a paisagem e a boa interação com Deus, outros e com ele mesmo. .



OBJETIVOS:

Nesta reunião, os participantes receberão um quadro experiencial de reflexão para a ação que os permite:



  • Contribuir para o diálogo e o intercâmbio interdisciplinar entre pessoas de diferentes países, sobre as diferentes áreas de vida e espiritualidade.
  • Incentiva a discussão sobre a tarefa crítica dos latino-americanos no continente e no mundo, de uma ampla perspectiva, para responder com a maturidade às demandas e desafios éticos que nos são apresentados hoje.
  • Gerar um movimento de pensamento que inclua pessoas e instituições que promovam o desenvolvimento de uma ética que sirva como marco de referência para o exercício de uma vocação com senso de serviço.


Todas as pessoas que estão interessadas em renovar sua visão de mundo da vida são convidados a participar nesta reunião. Este será um evento criativo, participativo, colaborativo e lúdico, com espaços para meditação e reflexão individual e grupal. Esta atividade é o produto de redes existentes com o objetivo de fortalecê-las e ampliá-las, garantindo a projeção de uma comunidade intercultural, inclusiva e diversificada em nossa América Latina no século XXI.



REGISTO:
  • O custo é de 60 USD.
  • Inclui hospedagem e comida, para os três dias do evento, mas cada participante deve pagar sua passagem aérea (ar, terra) de ida e volta do seu destino para Quito e a taxa de saída desse país, bem como a transferência de o aeroporto para o local do evento. O custo aproximado de um táxi do aeroporto para Quito é de 25 a 30 USD.
  • INFORMAÇÃO ÚTIL:

    Chegada em Quito: quinta-feira 11 Partida de Quito: domingo 14 de janeiro após a sessão
    da manhã. Víctor Rey: Celular no Equador: 593-983363394Email: victorrey@hotmail.com
    Endereço do New Life Camp: rua El Jordán, diagonal do estádio paroquial, a 700 metros do Parque Central de La Merced. Telefones 2385160/2385450